Programa | Scientific Program

13 NOVEMBRO

Auditório 3

9:00

 

Recepção | Entrega dos materiais de trabalho

9:45

 

Abertura

10:15

 

“Põe-te a nascer outra vez” Rui Mário Gonçalves 

10:50

 

É uma tradução de mim: de autorretratos figurados e de “outrorretratos” letrados Carlos Paulo Martínez Pereiro 

11:10

 

Debate

11:20

 

Pausa

11:40

 

O futurista azul Rita Marnoto

12:00

 

Almada e o “Clube das Cinco Cores” Sara Afonso Ferreira

12:20

 

Almada, um surrealista antes de tempo Nuno Júdice

12:40

 

Debate

13:00

 

Almoço

14:30

 

Almada Negreiros dramaturgo Duarte Ivo Cruz

14:50

 

“A Radiotelefonia e o Teatro”: uma palestra radiofónica de Almada Negreiros Sílvia Laureano Costa

15:10

 

“Acender relâmpagos no pensamento”… e no corpo: Almada Negreiros na cena d’O Bando Maria Helena Serôdio

15:30

 

Debate

15:50

 

Pausa

16:10

 

Almada ou a “sofisticação da simplicidade”: à descoberta de uma poética singular Ana Nascimento Piedade

16:30

 

Geometria na obra abstracta de Almada Simão Palmeirim Costa

16:50

 

A Matemática dos painéis Número e Começar de Almada Negreiros Pedro J. Freitas

17:10

 

Debate

 Sala 1

 

 

14:30

 

Para uma ideia do modernismo em Portugal: o lugar da teoria estética de Almada Negreiros no pensamento historiográfico de José-Augusto França Catarina Rosendo

14:50

 

Avatares do eu: a (im)possibilidade do autorretrato na poesia de Almada Negreiros Teresa Jorge Ferreira

15:10

 

Hospedando Almada – Notas sobre a tradução italiana da obra de Almada Negreiros Andrea Ragusa e Manuele Masini

15:30

 

Debate

15:50

 

Pausa

16:10

 

Danças e contradanças: a relação entre Almada Negreiros e Ruy Coelho Edward d’Abreu

16:30

 

Almada Negreiros, Ruy Coelho e o bailado A Princesa dos Sapatos de Ferro no contexto do primeiro Modernismo português Luís Miguel Santos

16:50

 

Almada Negreiros e os Ballets Russes em Lisboa Maria João Castro

17:10

 

Debate

 

Cinemateca Potuguesa

 

19:00

 

 

 

 

 

Almada, um nome de guerra – reposição do mixed media de Ernesto Sousa

Sala Dr. Félix Ribeiro

 

 

 

 

 

 

            14 NOVEMBRO

            Auditório 3

 

 

10:00

 

Glórias de Almada José-Augusto França

 10:30

 

Almada, das artes e dos ofícios Raquel Henriques da Silva

10:50

 

Almada Negreiros: cuidar da pintura Mariana Pinto dos Santos

11:10

 

Debate

11:20

 

Pausa

11:40

 

A invenção da escrita em Almada Negreiros Fernando Cabral Martins

12:00

 

O próprio humano Gustavo Rubim

12:20

 

Sem nome de Almada, o duplo desencontro: ensaio de ficção crítica Bernardo Pinto de Almeida

12:40

 

Debate

13:00

 

Almoço

14:30

 

Théleon – A propósito de uma carta de Raul Leal para José Almada Negreiros Manuela Parreira da Silva

14:50

 

Fernando Amado e José de Almada Negreiros: a conversa do dia seguinte Ana Maria Freitas

15:10

 

Almada por uma linha Carlos Augusto Ribeiro

15:30

 

Debate

15:50

 

Pausa

16:10

 

A receção de Almada Negreiros em Espanha António Saez Delgado

16:30

 

O pathos existencialista de Antunes e os estádios da existência de Kierkegaard Gonçalo Losada Rodrigues

16:50

 

Debate

 

 

             Sala 1

 

 

14:30

 

Almada e as Gares Marítimas: o retrato do país que a ditadura quis apagar Paula Ribeiro Lobo

14:50

 

Os “Quadrantes” de Almada: do escândalo à musealização Leonor de Oliveira

15:10

 

A emancipação crística do homem segundo Almada Negreiros: estudo interartes do desenho Semana Sancta João Albuquerque

15:30

 

Debate

15:50

 

Pausa

16:10

 

Arquivo Digital José de Almada Negreiros Ana Viale Moutinho

16:30

 

O corpo desvendado Paulo Artur Ribeiro Baptista

16:50

 

O feminino almadino Rita Mendes Bispo

17:10

 

Debate

 

Cinemateca       Portuguesa

 

19:30

 

 

 

 

 

Almada Negreiros Vivo, Hoje (1969) – realizado por António Macedo

Entrevista no programa Zip Zip (1969)

Sala Luís de Pina

15 NOVEMBRO

Auditório 3

10:00

 

Almada na cidade: encomenda ou obra? Ellen Sapega

10:30

 

Almada e o Surrealismo Tania Martuscelli

10:50

 

Almada: o nome em estado de guerra Pedro Eiras

11:10

 

Debate

11:20

 

Pausa

11:40

 

O (não) lugar de Almada na modernidade portuguesa Osvaldo Manuel Silvestre

12:00

 

“Quem filmou o meu ser enquanto eu sonhava?”: o inconsciente cinemático de Almada Negreiros Joana Matos Frias

12:20

 

O cinema de Almada Fernando Guerreiro

12:40

 

Debate

13:00

 

Almoço

14:30

 

Almada Negreiros: a imagem do corpo e o corpo em imagens Filomena Serra

14:50

 

O Amadeo de Almada: discursos sobre Amadeo de Souza-Cardoso e Orpheu Marta Soares

15:10

 

Das “Caricaturas de Almada Negreiros” à “Ode a Fernando Pessoa” – Um encontro de poetas Maria do Céu Estibeira

15:30

 

Debate

15:50

 

Pausa

 16:10

 

Intervenção  final

 

 

Le Futurisme mondial: processes of reception and adaptation Günter Berghaus

16:40

 

Debate

Sala 1

 

 

14:30

 

A sombra da claridade n’A Invenção do Dia Claro Joana Lima de Oliveira

14:50

 

Ernesto de Sousa, Vanguarda e Almada Negreiros João Rafael Gomes

15:10

 

Almada, portanto Ana Bigotte Vieira

15:30

 

Debate

 

Café no Chiado | 20:00

Jantar de encerramento

22.50€/ pax. (sujeito a reserva)

 

16 NOVEMBRO

A Lisboa de Almada | 10:00

Percurso de autocarro 

Local de partida: Fundação Calouste Gulbenkian

Duração: 2h | gratuito (sujeito a inscrição)

Organização | Organization

Organização logos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s